Abrindo
Guia do Marceneiro
MANUAIS PARA MARCENEIROS E MARCENARIAS - APRENDENDO A SERRAR 2ª PARTE
 
Manual de manuseio de plainas elétricas e manuais - 2ª Parte
Estes manuais são baseados nas BricoFichas do site http://www.aki.pt, entretanto, as imagens foram tratadas digitalmente e alguns textos editados pelo Guia do Marceneiro.

APRENDENDO A SERRAR
Página: 01 02 03 04 05 06
SOBRE OS DENTES DAS SERRAS
travaO TRAVÃO:
Uma serra com dentes retos prende-se rapidamente na linha de corte.
Para evitar este problema, os dentes da maioria das serras são travados. Ou seja inclinados alternadamente para a direita e para a esquerda.
O corte será assim mais largo que a lâmina.
nivelO NIVELAMENTO:
Se a lâmina se prende e os dentes estão muito usados, convém nivelar a serra (exceto as serras temperadas).
Coloque a serra na horizontal sobre uma bancada presa entre 2 tábuas. Com os dentes libertos e virados para cima, lime os dentes todos na mesma altura (com uma lima chata).
travamentoO TRAVAMENTO:
Esta operação efetua-se com um alicate de travar que regulará segundo os dentes por polegada da sua serra.
Trave primeiro os dentes cujo ângulo se afastam de si (1 sobre 2), vire a serra e trave as restantes.
Trabalhe apenas nas pontas (o terço superior do dente).
afiarAFIAR:
Com a lima triangular, lime para afiar as pontas.
A espessura da lima deve corresponder ao tamanho dos dentes.
Mantenha a lima horizontalmente, com um ângulo reto em relação à lâmina para uma serra de fasquiar e a 60º para a lâmina de uma serra universal ou para traçar.
arrumaçãoMANUTENÇÃO:
Limpe regularmente a lâmina da sua serra (elimine-lhe a resina) e lubrifique-a (com óleo) antes de a guardar.
Para não danificar os dentes, coloque-a num estojo ou suspenda-a.
Não esqueça, antes de a utilizar, limpe o óleo que se encontra na lâmina .
AS SERRAS MANUAIS
serrote de costasOS SERROTES DE COSTAS:
Contrariamente aos serrotes estes têm uma lâmina retangular cujas costas são reforçadas por uma banda metálica que as mantém retas e aumenta a sua força.
Os seus dentes finos (para traçar) permitem cortes limpos na madeira folheada, painéis finos, perfis e molduras.
técnicaTÉCNICA:
Comece por efetuar movimentos curtos, na sua direção e inclinando ligeiramente a serra na horizontal (e não a 45º como um serrote).
Os serrotes de costas são ideais para traçar ripas e suportes de prateleiras ou fazer entalhes.
serra caixilhosAS SERRAS DE CAIXILHOS:
São serrotes de costas pequenos com dentes pouco inclinados.
Servem para cortar ripas finas ou molduras e fazem um corte muito fino.
As serras de nivelar permitem cortar cavilhas ou entalhes que se destaquem da madeira; a sua pega pode ser colocada à direita ou à esquerda .
caixa de meia esquadriaCAIXA DE MEIA-ESQUADRIA / GUIA DE CORTE:
Para conseguir cortar os ângulos (das molduras ou perfis), a serra de caixilhos fica completa com uma caixa de meia-esquadria.
Pode assim serrar a 45º ou 90º. Uma guia de corte metálica oferece a possibilidade de escolher diversos ângulos compreendidos entre os 15º e 120º.
serra de ângulosA SERRA MANUAL DE ESQUADRILHAR:
Existem igualmente serras de ângulos de precisão profissional.
Trata-se de uma guia de corte, metálica, à qual é fixa uma serra especial cuja posição pode ser regulada da direita para a esquerda, segundo ângulos fixos (22,5º 30º, 30º, 45º e 90º, por exemplo) ou grau a grau.
Página: 01 02 03 04 05 06
 

 
1999/2017 Guia do Marceneiro ®  -  Criado e mantido por Sidney G. Cury