Fórum:   
Esqueceu?
Guia do Marceneiro
MANUAIS PARA MARCENEIROS E MARCENARIAS - INSTALANDO LAMBRIS
 
Manual de Instalação de lambris
Estes manuais são baseados nas BricoFichas do site http://www.aki.pt, entretanto, as imagens foram tratadas digitalmente e alguns textos editados pelo Guia do Marceneiro.

INSTALANDO LAMBRIS
LISTA DE EQUIPAMENTOS
punção
PUNÇÃO:
A ponta do punção deve ser de diâmetro inferior à cabeça dos pregos.

macete de borrachaMACETE DE BORRACHA:
Utilizado para colocar as lâminas sem danificar a madeira.
serroteSERROTE:
Utilize um serrote de dentes finos para corta as lâminas à medida.
tico-ticoSERRA TICO-TICO:
Escolha uma lâmina fina. Para evitar saliências, pode proteger a madeira com fita adesiva.

gramposGRAMPOS:
A sua escolha está dependente da espessura dos lambris. da perfuração.

parafusadeiraFURADEIRA / PARAFUSADEIRA:
Prefira uma furadeira / parafusadeira reversível. Os modelos com torque são bastante práticos.
grampeadorGRAMPEADOR:
Tenha cuidado na escolha dos grampos. Deverão ser longos o suficiente para atravessarem os lambris.

esquadroESQUADRO:
É indispensável para traçar e verificar os ângulos retos.
nível de bolhaNÍVEL DE BOLHA:
Escolha um modelo com duas bolhas, que possa verificar as superfícies verticais e horizontais.
marteloMARTELO DE ORELHAS:
É o indicado para a colocação de lambris (também permite arrancar pregos, quando necessário).

SOBRE OS LAMBRIS E SUA APLICAÇÃO
MATERIAIS:
Os lambris podem ser de madeira ou PVC. A madeira apresenta uma grande variedade de desenhos e de essências. Apenas para citar algumas : pinho branco, pinho vermelho, castanheira, ipê, etc. As lâminas de PVC estão disponíveis em diversas larguras e oferecem um vasto leque de cores.

QUALIDADE:
A essência da madeira não é o único ponto importante a se levar em conta. Quando comprar lambris verifique se foram envernizados : senão terá de ser você a envernizá-los. Verifique que leva o mesmo modelo escolhido.

colocação horizontal

COLOCAÇÃO HORIZONTAL:
Existem diversas formas de assentar as lâminas : na horizontal, vertical ou em diagonal. Cada forma apresenta um efeito especial. A colocação horizontal, freqüente nos sótãos, faz parecer a sala mais comprida mas também mais baixa.

colocação vertical

COLOCAÇÃO VERTICAL:
Faz a sala parecer mais alta e mais estreita (exceto se o teto também for revestido de lambris). Tem a escolha entre lâminas bastante compridas (até 2.70 m) para cobrir a parede em toda a sua altura e lâminas mais curtas (cerca de 0.85 m) a juntar como um puzle.

colocação diagonal

COLOCAÇÃO DIAGONAL:
Adapta-se perfeitamente à decoração moderna. Para que este tipo de colocação seja realmente valorizado, a parede não deverá ter janelas ou portas. Para colocar lâminas em diagonal, previamente terá de as cortar (mais trabalho e desperdícios).

TEMPERATURA AMBIENTE:
A madeira é uma matéria viva. Terá de se adaptar a novas condições de temperatura e umidade. Por isto mesmo é aconselhável guardá-la (sem a embalagem) na divisão onde será colocada durante cerca de 4 dias antes de iniciar o trabalho.

SUPORTE:
Regra geral, os lambris nunca são assentados diretamente na parede (mesmo que seja rigorosamente lisa). Recomenda-se utilizar uma estrutura de ripas sobre as quais se colocam os lambris que nunca devem estar em contato direto com a parede.

ESTRUTURA DE SUPORTE PARA LAMBRIS

isolamento

ISOLAMENTO:
Se os lambris forem colocados numa parede exterior, aconselha-se a efetuar uma isolação prévia com lã de vidro.

estrutura

ESTRUTURA:
A estrutura de suporte é feita de ripas fixas à parede. A sua disposição será feita conforme a colocação escolhida para os lambris (horizontal, vertical ou diagonal). Previamente aplique um produto de tratamento para madeira (com efeito preventivo e curativo.

fixação

FIXAÇÃO:
As ripas devem estar afastadas de 40 a 60 cm. Deixe um intervalo entre as ripas para que o ar possa circular atrás dos lambris. Fixe as ripas com pregos de aço, ou ainda melhor, com buchas e parafusos.

ripas

RIPAS SUPLEMENTARES:
Em redor das portas e janelas, coloque ripas suplementares para poder fixar as lâminas com maior solidez nestes locais. Aplique o mesmo princípio nos lugares onde preveja a aplicação de objetos pesados (tais como um lavatório).

área plana

SUPERFÍCIES PLANAS:
A frente da estrutura deve ser aprumada e plana, o que poderá ser controlado com uma régua metálica e um nível. Elimine as maiores saliências da parede ou escave-as para aí fixar as ripas. Se necessário coloque calços entre a parede e as ripas.
MÉTODO DE TRABALHO

cortando

CORTANDO AS LÂMINAS:
Corte as lâminas na medida desejada com um serrote ou uma serra circular ou tico-tico. Para maior segurança, tire as medidas lâmina a lâmina para poder adaptar o seu comprimento às eventuais irregularidades e evitar qualquer engano em redor de portas e janelas. Se tem de fazer aberturas na parede (seja qual for a sua forma), utilize uma serra tico-tico com a lâmina adequada. Para evitar lascar os lambris, aplique fita adesiva no local de corte.

primeira lâmina

A PRIMEIRA LÂMINA:
A colocação de lambris é bastante fácil. Comece num canto da sala. Tire as medidas, corte a lâmina e coloque-a paralela à parede de ângulo. Pode aplainar qualquer saliência. Deixe uns milímetros entre a parede e a madeira.

fixação

FIXAÇÃO:
Pode agora colocar e fixar as lâminas seguintes. Tenha o cuidado de não as deixar rente ao chão para permitir eventuais correções. De qualquer modo e a maioria das vezes, os lambris levam um rodapé de acabamento que tapa qualquer defeito de corte.

juntando

JUNTANDO AS LÂMINAS:
As lâminas não são apenas fixas à parede; encaixam umas nas outras. Basta martelá-las levemente com o maço de borracha. Os diversos tipos de lambris diferenciam-se pelo sistema de encaixe e perfil.
TÉCNICA DE FIXAÇÃO

método de fixação

ESCOLHA DO MODO DE FIXAÇÃO:
Para escolher a técnica que vai utilizar (pregos, grampos) pondere qual será mais vantajosa. Os pregos, se ficarem à vista, arruínam o aspecto estético dos lambris. A fixação com grampos permite tirar o lambril sem o danificar.

pregar

PREGANDO:
Para fixar as lâminas às ripas da estrutura de suporte, utilize pregos sem cabeça (de comprimento adequado à espessura da madeira : 20 mm). Com a ajuda do punção, enterre os pregos na ranhura contra a parede. Assim ficam escondidos na junção.

punção

PUNÇÃO:
Para evitar maltratar a madeira quando se utiliza o martelo, para pregar utilize o punção. Deve ter a ponta mais pequena do que a cabeça do prego. Segure-o bem direito e enterre o prego com a ajuda do martelo.

grampos

GRAMPOS:
Para substituir os pregos, pode usar grampos metálicos. Desta maneira, suprime qualquer risco de estragar a ranhura dos lambris. Estes grampos deslizam na ranhura da lâmina e são fixos à ripa (com pregos, parafusos ou rebites).

perfis

PERFIS:
Pode-se empregar um tipo de junção chamado "ranhurado". Em certos casos, as lâminas são biseladas em todo seu comprimento: a junção fica acentuada pelo seu próprio aspecto decorativo. Outros modelos já estão preparados para serem decorados, a nível da junção, com um perfil especial.
COLOCAÇÃO DE LAMBRIS DE PVC

propriedades

PROPRIEDADES:
A vantagem destes revestimentos em PVC encontra-se no fato de serem estáveis (não se deformam), imputrescíveis e não serem inflamáveis. Alguns fabricantes aplicam uma camada anti-estática e também resistente a riscos.

corte

CORTE:
Esta lâminas de PVC podem ser cortadas manualmente com uma serra fina, ou com uma serra elétrica (circular ou tico-tico). Como sempre, a escolha da lâmina é da maior importância.

fixação

FIXAÇÃO:
O método de fixação mais prático (e talvez o melhor) consiste na grampeagem das lâminas de PVC sobre uma estrutura de madeira como para os lambris clássicos. Aqui também deve providenciar a boa circulação do ar atrás dos lambris, não fechando totalmente a estrutura.

colagem

COLAGEM:
Se o suporte estiver suficientemente plano e em boas condições, torna-se possível colar os lambris de PVC. Escolha uma cola apropriada para não os deteriorar. Outra possibilidade consiste em grampear diretamente o revestimento sobre o suporte existente (neste caso, se forem placas de gesso).
O ACABAMENTO

vernizes

VERNIZES :
Se escolheu lambris sem verniz é melhor colocá-los antes de os envernizar. Senão pode riscá-los durante a instalação. Para dar tom aos seus lambris pode aplicar uma seladora e depois passar-lhes um verniz incolor para dar relevo aos veios da madeira.

rodapés

RODAPÉS:
Os lambris nunca devem chegar ao chão. Para tapar a parte de baixo (mais imperfeita) aplique rodapés, de preferência da mesma essência e mesmo tom. Para os ângulos, corte os rodapés em esquadria.

roda-teto

RODA-TETO:
Para tapar a junção com o teto (aqui também se aconselha deixar um intervalo de 2 a 3 mm entre os lambris e o teto), existem molduras decorativas em vários modelos à escolha. Naturalmente deverão combinar com os lambris e rodapés e ser igualmente envernizados.

perfis de canto

PERFIS DE ESQUINA OU DE CANTO:
Nas extremidades da, ou das paredes com lambris, conte com uma folga de 2 mm para a eventual deformação da madeira em caso de alterações de clima. Pode encontrar perfis de ângulo para tapar os interstícios.

manutenção

MANUTENÇÃO:
O tipo de lambris que escolher pode ser de manutenção mais ou menos fácil. A escolha ser feita na maioria das vezes pela facilidade de conservação : evita pintar paredes. Nos lambris envernizados basta passar um pano úmido.
 

 
1999/2017 Guia do Marceneiro ®  -  Criado e mantido por Sidney G. Cury