Abrindo
Guia do Marceneiro
MANUAIS PARA MARCENEIROS E MARCENARIAS - INSTALANDO FECHADURAS 1ª PARTE
 
Manual de instalação de fechaduras 1ª parte.
Estes manuais são baseados nas BricoFichas do site http://www.aki.pt, entretanto, as imagens foram tratadas digitalmente e alguns textos editados pelo Guia do Marceneiro.

INSTALANDO FECHADURAS
Página: 01 02
LISTA DE EQUIPAMENTOS
graminho GRAMINHO PARA MADEIRA:
Para marcar ou traçar pontos de corte ou entalhe.
esquadroESQUADRO:
É indispensável para traçar os cortes a efetuar um peças de madeira.

formãoFORMÃO:
Se a pega for em plástico, pode bater com um martelo clássico em vez de um macete de madeira.

limaLIMA MURÇA:
As limas de serralheiro estreitas com lâmina pontiaguda, são úteis para locais inacessíveis.

chave de fendaCHAVE DE FENDAS:
A chave de fendas com pontas intercambiáveis serve para vários tipos de parafusos.

furadeiraFURADEIRA ELÉTRICA:
Uma guia de profundidade graduada permite fazer furos com igual fundura.

mini serraMINI SERRA DE METAIS:
A mini serra de metais permite serrar desde locais inacessíveis aos modelos grandes.

serra copoSERRA-COPO:
Escolha-a em função do material a furar e do diâmetro do furo.
brocasBROCAS:
Para fazer furos cegos, utilize uma broca para madeira.
trenaTRENA:
O botão de bloqueio e o enrolamento automático são muito apreciados.

ESCOLHENDO AS FECHADURAS

sentido da abertura

O SENTIDO DA ABERTURA:
Uma fechadura pode ser "direita" ou "esquerda", de acordo com o sentido de abertura da porta que irá equipar. Um modo seguro de evitar qualquer engano é : as portas que abrem no sentido dos ponteiros do relógio são as "direitas" as outras são as "esquerdas".

fechadura de encosto

FECHADURA DE ENCOSTO (CHAVES COMUNS):
Esta fechadura é concebida para portas interiores, está equipada com um trinco de encosto (acionado pelo puxador), e pode também vir equipada com outro trinco de fecho. No caso das portas interiores, este é acionado por uma chave.

fechadura de tambor

FECHADURA DE TAMBOR (CHAVES CHATAS:
As fechaduras comuns não são convenientes para portas exteriores, estas devem ser equipadas com fechaduras de acionamento por meio de tambor. Elas oferecem a vantagem de que o tambor montado num encaixe fixo, é movível e pode ser substituído sem mudar a fechadura.

fechadura externa

FECHADURA VISÍVEL:
Nem sempre é possível colocar uma fechadura de embutir : é o caso em que a espessura da porta é inferior a 35 mm. O encastre enfraquecerá demasiadamente a porta, por isso é necessário equipá-la com uma fechadura visível com trinco de encosto ou de fecho, (portas exteriores).
FECHADURAS EMBUTIDAS

altura de colocação

A ALTURA DE COLOCAÇÃO:
Determine previamente a que altura vai colocar a fechadura : em regra geral a maçaneta fica a 1,05 m do chão. Encoste a fechadura contra uma face da porta e marque a lápis a altura (em cima e em baixo da fechadura), depois com a ajuda de um esquadro de carpinteiro transfira as marcações para o topo da porta .

eixo de fixação

O EIXO DE FIXAÇÃO:
Em seguida determine com precisão o centro do topo da porta para traçar (com o graminho) o eixo vertical médio do encaixe. Encoste a fechadura à porta e desenhe a altura com um lápis, depois una entre si os traços horizontais por dois traços paralelos verticais.

encaixe

A ABERTURA DO ENCAIXE:
Os furos efetuados permitem retirar o grosso do volume que depois com o formão se poderá escavar por completo. Controle regularmente o tamanho do encaixe com a ajuda da fechadura e ajuste o necessário.

testeira

A TESTEIRA:
Uma vez colocada a fechadura no local, marque a lápis o contorno da testeira (placa que fica visível), que deverá também ser encaixada num pequeno desbaste (rebaixo) que deve se feito em seguida.

desbaste

O DESBASTE:
Desbaste a área já marcada, com pouca profundidade (3 mm são suficientes), de modo a que a testeira se encaixe perfeitamente e fique rigorosamente na face do topo.

os furos

OS FUROS:
Agora pode fazer as marcações correspondentes aos furos do tambor e da maçaneta. Para o fazer, encoste a fechadura contra uma face da porta, não esquecendo de deixar a testeira na face do topo. Desenhe o contorno do tambor diretamente sobre a porta. Se necessário faça um furo menor para servir de guia.

furação

A FURAÇÃO:
Escolha uma broca cujo diâmetro permita uma rotação fácil da ponta quadrada da maçaneta, faça um furo dos dois lados que atravesse a porta (para evitar que lasque a madeira quando a broca sair). Proceda da mesma forma para o furo da chave e do encaixe do tambor. Se necessário elimine as lascas com a ajuda de um lima .

aparafusar

APARAFUSAR:
Aparafuse a fechadura com os parafusos especiais que geralmente são fornecidos juntamente da fechadura. Em seguida fixe a chapa (de acabamento) e o puxador, este último fortemente para que a folga não danifique a mola da fechadura.

MARCAÇÃO DA TESTEIRA (ESPELHO):
Para marcar o local exato dos furos a efetuar no marco, cubra os topos dos trincos (de encosto e de fecho) com uma grossa camada de giz, recolha-os na fechadura e feche completamente. Quando largar o puxador o trinco de encosto deixará uma marca no marco, para obter o mesmo resultado com o trinco do fecho rode a chave. Abra depois a porta pondo os trincos na posição normal .

marcação

A MARCAÇÃO:
O giz deixou no marco as marcas onde irão entrar os dois trincos, encoste a testeira (espelho) ao marco, em função das marcas do giz trace com precisão os contornos da placa e os desbastes a efetuar.

desbaste para espelho

OS DESBASTES:
Comece por desbastar um pouco os buracos destinados aos trincos, perfure os buracos com a profundidade correspondente (utilize a guia de profundidade do sua furadeira), termine esta operação com o formão. Os trincos não devem tocar na madeira .

desbaste para testeira

O DESBASTE PARA A TESTEIRA (ESPELHO):
Desbaste em seguida o local destinado à testeira (espelho) com alguns mm de profundidade. Proceda com muita cautela pois é necessário que a superfície da testeira (espelho) fique exatamente faceada ao marco.

fixação

A FIXAÇÃO:
Fixe a testeira (espelho) com parafusos compridos, verifique a folga e o ajustamento dos trincos. Se necessário lime um pouco os lados da testeira (espelho) mas, com precaução porque se ficar uma abertura muito grande, irá deixar muita folga nos trincos e isso fará com que a porta fique batendo com o vento.

Aba de proteção

A ABA DE PROTEÇÃO:
Talvez seja necessário ajustar a aba de proteção dobrando-a ligeiramente, com a ajuda de um pequeno martelo para que ela fique exatamente nivelada ao do marco. Esta aba vai proteger a madeira contra o bater do trinco.
Página: 01 02
 

 
1999/2017 Guia do Marceneiro ®  -  Criado e mantido por Sidney G. Cury