Fórum:   
Esqueceu?
Guia do Marceneiro
DICAS E TÉCNICAS PARA MARCENEIROS - MANUTENÇÃO EM PEÇAS DE MADEIRA
 
DICAS DE MANUTENÇÃO EM PEÇAS DE MADEIRA
Como começam os danos
Com o passar dos anos a madeira tende a perder suas características, principalmente se estiver exposta aos raios solares e a umidade.
Os raios solares possuem raios ultravioletas que descolorem e ressecam a madeira. Já o excesso de umidade apodrece a madeira.

Buracos feitos por insetos

Para desaparecer com pequenos buracos feitos por insetos, podemos utilizar palitos ou pequenas lascas de madeira para tampá-los.
Para isso aplique cola dentro dos buracos, a seguir enfie os palitos com força e deixe secar.
Depois de seco corte os palitos junto á tábua e lixe com lixa fina para acertar.

Amassados e marcas
Marcas feitas na madeira por objetos pontiagudos podem ser retiradas da seguinte maneira :
Coloque um pano molhado sobre o local marcado, depois passe um ferro elétrico (ferro de passar roupas) bem quente sobre o pano até que a marca desapareça.

Riscos e Arranhões
A madeira quanto mais macia, mais marcada pode ficar com um golpe de uma cadeira ou a queda de um objeto mais duro sobre ela e etc. 
Para retirar uma marca quanto mais rápida for a ação mais chances teremos de sucesso. 
Comece por retirar o polimento ou verniz do lugar onde foi feita a marca.
Faça uma boneca ( prepare uma bola pequena de algodão, estopa ou pano, coloque dentro de um pano macio e torça podendo mesmo dar um nó para que fique firme e fácil de manipular) .
Prepare com cuidado um recipiente com água fervendo.
Molhe a boneca nesta água e aplique encima da marca, tenha cuidado para que não escorra encima de outros lugares, poderá manchar uma parte do móvel que esta perfeita.
Não deixe a água esfriar, é muito importante que esteja todo o tempo "fervendo", vá aplicando até que a marca tenha desaparecido.
Deixe secar espontaneamente (pelo menos 12 horas), depois de bem seco passe uma lixa fina para conseguir o nivelamento da região afetada com o resto da madeira em volta. De acabamento.

Fungos (mofo), Brocas e Cupins
Prevenir é a única solução, para isso, as madeiras novas devem ser protegidas com imunizantes que podem ser adquiridos nas lojas.
Deve ser aplicados em toda a madeira ou conjunto de madeiras (cadeiras, camas, mesas, etc.) conforme especificação do fabricante. 
A aplicação normalmente é feita com pincel ou bomba de spray em todos os lados do objeto.
Trabalhe numa área ventilada, longe de crianças e animais domésticos, proteja os olhos, as mãos e vias respiratórias, estes produtos são muito tóxicos.
Preste muita atenção ás recomendações dos fabricantes.

Fungos (mofo)
Os ataques de fungos, que causam o apodrecimento da madeira, são o resultado da permanência no sol ou na chuva.
Ficar ao tempo é o principal fator para o aparecimento de grandes quantidades de fungos.
Alta umidade e calor também colaboram. Além do empenamento das madeiras pelas constantes mudanças climáticas.
A melhor solução para madeiras expostas são os vernizes, fáceis de aplicar com pincel, isolam e protegem a madeira do tempo, com grande elasticidade acompanham a dilatação retração da madeira.
A manutenção também é extremamente fácil, uma vez que se aplica uma nova camada encima da anterior.
Os vernizes em geral já contém inseticidas e fungicidas.

Brocas
podem atacar todo o tipo de objeto em madeira e papel, fazendo verdadeiras avenidas no interior de moveis ou livros.
A indicação que o lugar esta tomado pelas brocas, é o aparecimento de quantidades de "areia" e "poeira"(de madeira) junto ao objeto infestado.

O cupim
Ele se instala no interior da madeira seca e uma das poucas maneiras de saber que ele esta lá é pelo aparecimento de camada de pó de madeira (parecido com areia) no chão embaixo do local da infestação.
Qualquer objeto pode estar infestado pelos cupins, portas, rodapés, moveis, forros, etc.
Na madeira úmida ou molhada (enterrada) o cupim é mais difícil de ser descoberto.
Afinal tanto podem ter seu ninho feito "com terra" acima como abaixo do piso.
Mas uma maneira eficaz é verificar se existem sinais de terra fresca, em armários de áreas úmidas como na cozinha, banheiro, área de serviço, caixas de interruptores ou tomadas, rodapés, etc. 
Se for descoberta uma infestação, e a injeção do produto não for possível no local, é melhor se aconselhar com um profissional da área.
Nos casos mais graves de "infestação" deve-se injetar o inseticida nos próprios orifícios abertos pelos insetos até ficarem saturados ou fazer vários furos com uma broca bem fininha e injetar o produto adequado, com a ajuda de uma seringa comum. Pode-se também mergulhar por um ou dois minutos (ver indicação do fabricante) a madeira no produto.Depois espere secar bem.
Para a aplicação destes produtos a madeira deve estar limpa, seca e livre de qualquer tipo de acabamento. 
Depois de dez dias, se a infestação continuar repita a operação.

Descolamento de laminas de compensado e revestimentos
Se o revestimento ou laminado está se descolando, levante com cuidado para não quebrar.
Tente retirar toda a cola já existente no local descolado, pode raspar com uma faca afiada, lixa, espátula ou usar água bem quente para amolecer a cola.
Depois de secar ou limpar o local passe cola branca (PVA) nas partes a serem re-coladas; junte-as e mantenha sob pressão com grampos ou outro meio (um peso, etc.) e espere secar por 24 horas, em ambiente seco.

Rachaduras
Rachaduras nas extremidades de madeira maciça:
Aplique cola branca no local depois enfie uma cunha feita da mesma madeira e no formato da rachadura, aperte bem no sentido horizontal. 
Espere secar e corte o excesso, lixe ou raspe para tirar qualquer diferença.

Sumindo com os "Nós"
A resina de alguns "nós" de madeira, continuam correndo por muito tempo. Algumas vezes os "nós" apresentam rachaduras e as vezes se soltam.
A solução é a retirada do nó e no seu lugar colar uma peça no mesmo formato feita da mesma madeira. Para tirar o nó, dê pancadas leves sobre ele com um martelo e uma cunha de madeira.

Cunhando rachaduras
Para colocar uma cunha de madeira em outra madeira seca ou rachada e não correr o risco de rachar ainda mais, faça o seguinte: coloque a cunha (pedaço no formato da rachadura) em água fervendo e ainda quente embutir na outra madeira já com a cola aplicada.
O mesmo se aplica aos "nós" de madeira.

Pisos de madeira | Assoalhos - Laminados - Tacos - Parquetes
Aplicação de madeira na construção ou revestimento de pisos, é uma das TÉCNICAS mais antigas usada para aquecer e dar conforto em ambientes para moradia.

Assoalhos são feitos de réguas de madeira maciça que podem ter comprimento, espessura e larguras variáveis, conforme a necessidade e a geometria.
Geralmente estas tábuas são aplicadas diretamente sobre contra-piso (piso sem acabamento) e fixadas por barroteamento (pequenos pedaços de madeira embutidos no cimento ao nível do piso, nos quais serão aparafusadas ou pregadas).
Lateralmente, as peças são encaixadas de modo a não deixar qualquer espaço vazio.
A colocação pode ser feita também em diagonal e até mesmo de maneira mista, dependendo somente da capacidade de quem o faz. é muito importante calcular bem a espessura do piso e sua relação com o espaço abaixo (a altura) das portas.

Laminados
(tapete de madeira), são réguas resinadas de cerca de 8mm de espessura (existe uma enorme variedade de pisos laminados), que tentam reproduzir artificialmente os padrões da madeira.
São fixadas entre si por colagem e encaixe, em geral coladas diretamente no piso preparado, mas também podem ser colocadas em cima de um assoalho já existente, dependendo das condições encontradas.
Nem sempre o resultado é o mais "natural".

Tacos
são pequenas placas de madeira maciça com tamanhos variáveis, encaixadas e coladas entre si, geralmente são aplicados diretamente sobre contra-piso.
Pode-se escolher o tipo e cor dos tacos, permitindo desenhos e nuances na composição do piso.

Parquetes
são placas compostas por pequenos grupos de tacos colados, formando uma espécie de mosaico.
Colados diretamente sobre o contra piso, por melhor que sejam as colas sempre existirá a possibilidade de descolagem.
Pode-se escolher o tipo de madeira e cor dos parquetes (que são muito variados), permitindo desenhos e nuances na composição do piso.


 
1999/2017 Guia do Marceneiro ®  -  Criado e mantido por Sidney G. Cury - Hospedado por HospedagemPro