Fórum:   
Esqueceu?
Guia do Marceneiro
TUTORIAL PARA MARCENEIROS E MARCENARIAS - TORNO PARA MADEIRA - A ESTRUTURA DO TORNO
 
A ESTRUTURA DO TORNO
Uma boa maquina exige uma boa estrutura.
Para que uma maquina tenha uma boa estrutura, deve-se levar em conta o seu comprimento, altura, largura e peso.
Desta forma, podemos definir qual a matéria prima que resultará no melhor desempenho da maquina.
Clique para ampliar O Torno para madeira necessita de uma estrutura firme, que não balance nem vibre.
Para criarmos esta estrutura podemos usar vigas laminadas ou perfis dobrados.
Neste caso o recomendado seria o uso de perfis ou vigas de 4" para a estrutura.
Material recomendado para a estrutura do Torno:
- Vigas laminadas ou perfis de aço de 4"
- Barra cilíndrica de aço com 1.1/4"
- Cantoneira de 2"
- Chapas de aço 1/4"

Clique para ampliar Ao lado (esquerdo), temos a imagem da estrutura do torno.
Como pode ver, trata-se de uma bancada razoavelmente simples.
Perceba também que os pés são inclinados para fora em sua base, dando maior estabilidade ao Torno.
Podemos usar uma cantoneira de 2" para aumentar a estabilidade da estrutura.
Soldando ou aparafusando a cantoneira em angulo, uma ponta na mesa e a outra na base, resultará em um travamento maior da estrutura diminuindo a vibração.
Clique para ampliar O suporte da mesa da lixadeira é um complemento para a estrutura que acrescenta a possibilidade de uso de uma lixadeira de disco.
Este suporte pode ser soldado ou aparafusado à estrutura, e deve ser feito em chapa de 1/4" de aço.
Clique para ampliar Mesa articulada da lixadeira de disco.
Feita desta forma, ela terá a opção de articular para que se possa lixar peças em ângulo.
Clique para ampliar Dentro da mesa da estrutura, devemos adaptar os trilhos para o deslizamento da torre de ferramentas e do cabeçote móvel.
Sem estes trilhos, o Torno ficaria praticamente inoperante.
Estes trilhos são conhecidos nos Tornos mecânicos pelo nome de "Barramento".
Os trilhos deste Torno, podem ser feitos de cantoneira de 2", porém devemos lembrar que para funcionarem adequadamente eles devem ser lixados e polidos externamente, tornando fácil o deslizamento das corrediças.
Não pode haver folga entre os trilhos e as corrediças, elas devem estar totalmente justas ao serem reguladas.
Clique para ampliar Para que haja uma adaptação bem feita dos trilhos, devemos primeiro fechar as vigas ou perfis, com chapas de 1/8" de aço.
Para isso basta cortar as chapas na largura da viga ou perfil (4"), e em seguida soldá-las aos mesmos com pequenos pontos de solda elétrica, tomando o cuidado de não empená-las.
Após fechar as vigas, é hora de adaptar os trilhos a estrutura.
Os trilhos devem ser soldados próximos às bordas superiores das vigas.
Lembre-se de que quanto menos solda, menor será o risco de empenar os trilhos, por isso, dê pequenos pontos de solda a cada 15 ou 20 centímetros no comprimento entre a viga ou perfil e a cantoneira.

 
1999/2017 Guia do Marceneiro ®  -  Criado e mantido por Sidney G. Cury